O Santo Sínodo de Constantinopla

O Santo Sínodo, presidido por Sua Santidade o Patriarca Ecumênico BARTOLOMEU, é constituído por doze Hierarcas, cada um servindo por um ano de mandato, com metade dos membros do Sínodo mudando a cada seis meses, em março e setembro de cada ano.

Foto: Nikos Magginas | Patriarcado Ecumênico.

A função administrativa do Patriarca não é concebida fora do vínculo e da instituição sinodal. Desta forma, o Patriarca é quem preside a instituição colegiada chamada «SÍNODO», que representa a mais alta autoridade administrativa do Patriarcado. Na verdade, o Santo Sínodo em sua versão ampliada dos Bispos residentes, -ἐνδυμοῦσα- escolhe o Patriarca entre seus Metropolitas e o investe em sua função espiritual, pastoral e administrativa sobre toda a jurisdição do Patriarcado: neste sentido, o lugar natural da hipóstase patriarcal como «primaz na administração» vem do Santo Sínodo, pois daí vem a sua origem, nele se desenvolvem todas as atividades administrativas que dizem respeito à vida dinâmica do Patriarcado «ad intra» e «ad extra» e para ele derivam todas as propostas desta natureza do «primus» – o Patriarca – que são sempre adotadas após a necessária deliberação e por consenso sinodal.

O primeiro sínodo se desenvolveu a partir do que foi referido como o sínodo residente, constituído pelo Patriarca, Bispos locais e quaisquer outros bispos ortodoxos que estivessem visitando a capital imperial de Constantinopla. Após a queda de Constantinopla, os membros do Sínodo foram limitados aos Bispos do Patriarcado.

O Sínodo é formado por todos os Metropolitas do Patriarcado que se revezam a cada ano segundo um complexo programa cujo parâmetro de convocação é o equilíbrio das regiões de onde provêm os Metropolitas. No seio do Santo Sínodo são formadas várias comissões sinodais de trabalho que atendem e acompanham o desenvolvimento das várias facetas da vida e da administração da Igreja. Essas comissões têm uma referência direta e natural ao Santo Sínodo e ao Patriarca como seu chefe.

O Santo Sínodo, presidido por Sua Santidade o Patriarca Ecumênico BARTOLOMEU, é constituído por doze Hierarcas, cada um servindo por um ano de mandato, com metade dos membros do Sínodo mudando a cada seis meses em março e setembro. Atualmente e, durante o semestre de 01/09/2020 a 28/02/2021, constituem o Santo Sínodo, sob a presidência de S. S. Bartolomeu, Patriarca Ecumênico, os Metropolitas:

  • Metropolita de Pergamo, Ioannis
  • Metropolita do México, Atenágoras
  • Metropolita de Karpathos e Kasos, Ambrosios
  • Metropolita de Mileto, Apostolos
  • Metropolita de Konya, Theoliptos
  • Metropolita de Arkalochori, Kastelli e Viannos, Andreas
  • Metropolita de Leros, Kalymnos e Astypalea, Paisios
  • Metropolita da Suécia e toda a Escandinávia, Cleofas
  • Metropolita de Silivria, Maximos
  • Arcebispo da Austrália, Makarios
  • Metropolita de Imvros e Tenedos, Cirilo
  • Metropolita da Suíça Maximos