«Para que se cumprisse a Escritura» (Jo 19,28)

«Não vim revogar [a Lei], mas completar». […]

Naquele tempo, o Senhor exerceu o seu poder para realizar na sua Pessoa todos os mistérios que a Lei anunciava a seu respeito; na sua Paixão, levou a cabo todas as profecias. Quando, segundo a profecia de David (cf Sl 68,22), Lhe ofereceram uma esponja embebida em vinagre para Lhe acalmar a sede, aceitou-a dizendo: «Tudo está consumado». E, inclinando a cabeça, rendeu o espírito (cf. Jo 19,30).

Não só realizou pessoalmente tudo o que dissera, como nos confiou os seus mandamentos para os pormos em prática. E, ao passo que os antigos não haviam podido observar os mandamentos mais elementares da Lei (cf At 15,10), Ele mandou-nos cumprir os mais difíceis, por meio da graça e do poder que vêm da cruz.

Epifânio de Benevento (séc. V-VI)
Comentário sobre os quatro evangelhos, PLS 3, 852
Fonte: Evangelho Cotidiano

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *