Ao longo dos tempos foram surgindo muitos e poderosos inimigos da verdadeira fé, mas também o Senhor fez surgiu ao mesmo tempo grandes e valorosos santos e sábios para guiar o Seu povo. Desses faz parte Santo Higino. Oriundo de Atenas e filho de um filósofo, foi chamado por Deus a ser Papa entre os anos de 136 e 140. Durante o seu Pontificado valeram-lhe as suas grandes e heróicas virtudes, pois tratava-se de um tempo em que os gentios acreditavam que os Cristãos eram feiticeiros e daí a causa dos muitos flagelos que sofriam. Ora, deu-se então a uma perseguição sem tréguas aos Cristãos e foi por isso uma época de mártires. Entretanto, houve também homens inimigos de Cristo, tais como Valentim e Cerdão, que procuravam envenenar a fonte da doutrina evangélica. Higino teve de lutar contra esses e tantos outros inimigos, mas com a graça de Deus, o seu engenho superior, a eminente sabedoria e grandeza de alma, e intrepidez, conseguiu superar cada situação. À vigilância e zelo de Higino se deveu o fervor que no seu tempo mostraram os fiéis, apesar das perseguições dos pagãos e esforços dos hereges. Conseguidos brilhantes triunfos, o santo Pontífice consagrou-se à reforma do clero, nos diferentes graus de hierarquia. O que fez foi aperfeiçoar os regulamentos existentes, ordenando em cada um dos graus eclesiásticos o modo de exercer as respectivas funções. Segundo o Martirológico Romano foi mártir.

Compartilhe isso:
 

Tags:

 

No comments

Be the first one to leave a comment.

Post a Comment