No século VI, quando governava Diocleciano e Máximos, havia muitos cristãos na cidade de Nicomédia. O bispo da cidade era Antimos, homem digno  que incansavelmente, noite e dia, rezava pelas almas dos fiéis. Este número expressivo de cristãos  fez aumentar a inveja dos idólatras que desejavam eliminar as igrejas cristãs, principalmente as maiores e as centrais da cidade. Planejaram então na festa da Natividade fazer uma matança de cristãos. Os cristãos como nada sabiam, reuniram-se para celebrar o Nascimento de Cristo, normalmente. O bispo Antimos, ao saber que estavam rodeados por  um exército e idólatras armados, ordenou que se celebrasse rapidamente o Sacramento da Eucaristia. Batizou os catecúmenos para lhes assegurar a salvação. Os idólatras atearam fogo na Igreja onde morreram muitos cristãos. Este trágico fato, no entanto, não diminuiu o número de membros da Igreja, pelo contrário, mais pessoas abraçaram a fé. Esta situação recorda as palavras de Jesus Cristo que disse: «edificarei a minha igrejas e as portas do inferno não prevalecerão contra ela» (Mt 16,18)

Tradução e publicação neste site
com permissão de: Ortodoxia.org
Trad.: Pe. Pavlos


Compartilhe isso:
 

Tags:

 

No comments

Be the first one to leave a comment.

Post a Comment