São Nicetas foi um dos mártires mais célebres entre os visigodos. Nicetas era um visigodo nascido às margens do Danúbio e convertido à fé já na sua juventude por Ulfilas, um brilhante missionário que viveu entre aquele povo e traduziu a Bíblia para a língua gótica. Foi ainda Ulfilas quem ordenou Nicetas sacerdote. Por volta do ano 372, várias centenas de visigodos, fugindo dos invasores hunos, refugiaram-se na Moldávia e tiveram uma recepção nada acolhedora de parte das autoridades romanas, sendo alvos, ao contrário, de insultos e ofensas. Imediatamente, em represália, o rei Atanarico, senhor dos visigodos do Oriente, cujo território fazia fronteira com o Império Romano na região da Trácia, começou uma violenta perseguição contra os cristãos. Por ordem do rei, um ídolo foi colocado sobre uma carreta e levado por todas as cidades e aldeias onde se suspeitava da presença de cristãos, e qualquer pessoa que se recusasse a adorar o tal ídolo, estava, conseqüentemente, condenado à morte. E para que fossem mortos em massa, os perseguidores usavam o método de trancar os cristãos capturados em casas ou igrejas, queimando-as em seguida. No exército de mártires que glorificaram a Deus nessa ocasião, figura São Nicetas, que selou sua fé e obediência com seu sangue, purificando-se de toda a culpa pela morte no fogo, e entrando triunfante na vida eterna. Suas relíquias foram levadas para Mopsuecia na Cilicia, depositadas num santuário erguido em sua honra pelo qual o mártir visigodo foi venerado nas igrejas bizantinas e sírias.

Tradução e publicação neste site
com permissão de
Ortodoxia.org
Trad.: Pe. André

 

Tags:

 

No comments

Be the first one to leave a comment.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager