De acordo com o menologio do imperador Basílio, São Luciniano era um sacerdote pagão de Nicomédia, convertido ao cristianismo já em idade avançada, e morreu martirizado. Durante o reinado do Imperador Aureliano, ele foi preso e levado perante o juiz Silvano. Tendo se recusado a negar Cristo, golpearam-no em seu rosto com pedras, o açoitaram e o arrastaram por uma corda atada em torno de seu pescoço. Mais tarde foi encarcerado e, na prisão, teve o consolo de encontrar quatro jovens cristãos: Claudio, Hipacio, Paulo e Dionísio, aos quais fortaleceu com tal êxito na fé que, quando estes foram levados perante o tribunal, fizeram uma firme confissão de sua fé. São Luciniano foi então colocado em um forno quente do qual, contudo, saiu incólume. Por último, os cinco foram enviados para Bizâncio e lá Luciniano foi crucificado e os demais decapitados. Paula, uma cristã que levava alimentos para os mártires na prisão e lhes tratava as feridas, também foi detida, torturada no forno e, finalmente, decapitada. A população de Constantinopla sempre nutriu grande devoção a estes Santos Mártires.

Tradução e publicação neste site
com permissão de
Ortodoxia.org
Trad.: Pe. André

 

Tags:

 

No comments

Be the first one to leave a comment.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager