A Festa da Sinaxe de São João Batista, Profeta e Precursor, é celebrada no calendário ortodoxo, no dia posterior a grande Festa da Epifania do Senhor. Comemora-se neste dia a trasladação da santa relíquia da mão do Precursor à Constantinopla, mão que batizou o próprio Senhor. Por esta razão, esta festa é contada entre as grandes festas do Precursor, de modo que não devemos silenciar sobre os efeitos milagrosos e sobrenaturais que dela sobrevém. A chegada da santa relíquia (mão direita) de São João Batista à Constantinopla ocorreu na tarde da Festa da Epifania, já celebrada pela igreja primitiva no dia 6 de Janeiro, como conta a tradição: São Lucas, o Evangelista, foi à cidade de Sebaste onde foi sepultado o corpo do Precursor. Encontrou-o intacto, mas não conseguiu retirá-lo porque foi impedido pelos cristãos locais que o veneravam. Foi-lhe concedido retirar apenas a mão direita do corpo do Precursor que São Lucas trouxe para Antioquia, sua cidade natal, onde registrou-se muitos e grandes milagres após sua chegada»

II – Sinaxe de São João Batista

São João Batista era filho do sacerdote Zacarias e de Isabel, tendo vivido, até seus 30 anos, uma vida ascética no deserto da Judéia, dedicada inteiramente à oração e busca da perfeição espiritual. Vestia-se com vestes de pêlo de camelo e em sua cintura portava um cinto de couro, alimentando-se de gafanhotos e mel silvestre. Depositário da graça divina, era um grande pregador da Palavra de Deus e as multidões eram convocadas a escutá-lo. Protestava duramente contra os fariseus que, aparentando uma imagem de santidade, ocultava sob esta aparência a crueldade, as impurezas mental e espiritual. Essencialmente, a sua pregação centrava num imperativo característico: «Arrependei-vos, porque o reino dos céus está próximo»”, preparando assim o caminho para o plano de salvação de Jesus Cristo. No início da pregação pública de Jesus, as pessoas lentamente deixavam João e O seguiam. Isto, que poderia causar inveja e ciúme em qualquer pessoa que não tivessem o Espírito Santo, para a João lhe dava muita alegria e felicidade. Esta festividade de São João, o Precursor, de quem Jesus Cristo disse: «Entre os nascidos de mulher, não surgiu outro maior do que João, o Batista» (Mt 11,11) foi instituída no V século.

Tradução e publicação neste site
com permissão de: Ortodoxia.org
Trad.: Pe. André


 

Tags: ,

 

No comments

Be the first one to leave a comment.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager