Santo Eleutério nasceu na Grécia no século II, na época dos imperadores Cômodo e Septímio Severo. Órfão de pai, Eleutério foi criado e educado por sua mãe Antia, nos preceitos do Santo Evangelho. Antia tinha o grande desejo de visitar Roma, por ser a terra regada com o sangue dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo. Chegou então o dia em que pode realizar seu grande desejo e levou consigo o seu filho Eleutério. Ao chegar a Roma, conheceram o bispo que, impressionado com fé e inteligência de Eleutério o tomou sob a sua proteção. Poucos anos depois, o ordenou diácono e, mais tarde, sacerdote. Em Roma, Eleutério ensinava com zelo a Palavra de Deus e realizava trabalhos de filantropia. No ano 182, acendeu ao trono episcopal de Roma com votos dos clérigos e leigos. A fama de suas virtudes chegou até a Grã Bretanha. O Rei Luis, da Grã Bretanha, escreveu uma carta a Eleutério na qual expressava seu desejo de se batizar cristão, bem como, todos os habitantes de seu reino. Eleutério imediatamente atendeu ao pedido do Rei enviando para lá dois homes de fé que se encarregaram da instrução, batizando o Rei Luis e o seu povo. Quando Septímio Severo iniciou as perseguições aos cristãos, o bispo de Roma, Eleutério, deu seu testemunho de fé, sendo condenado à morte. Sua mãe, enquanto lamentava, abraçada ao corpo de seu filho, foi decapitada. Assim que Eleutério alcançou a gloriosa liberdade dos filhos de Deus (Rm 8,21).

Tradução e publicação neste site
com permissão de: Ortodoxia.org
Trad.: Pe. Pavlos/Pe. André

 

Tags:

 

No comments

Be the first one to leave a comment.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager