Portal Ecclesia
A Igreja Ortodoxa Atualizações e notícias Seleção de textos Subsidios homiléticos para Domingos e Grandes Festas Calendário litúrgico bizantino Galeria de Fotos Seleção de ícones bizantinos Clique aqui para enviar-nos seu pedido de oração Links relacionados Clique para deixar sua mensagem em nosso livro de visitas Contate-nos
 
 
Suplemento Litúrgico para os Domingos e Grandes Festas  Quinta-feira, 26 dezembro de 2019:
 
 
 

Sinaxe da Santíssima Mãe de Deus (Theotokos)

(Modo Próprio)

Memória do Santo Hieromártir Euthymius, Bispo de Sardes († 825-840).

Não há jejum hoje. Todos os alimentos podem ser consumidos. Celebramos sem jejuar e sem fazer nenhuma abstinência.

Matinas

Hirmos da 9ª Ode

Glorifica, ó minha alma, aquela que é mais venerável
e mais gloriosa que os exércitos celestes.
Eu contemplo um mistério estranho e admirável:
a gruta tornou-se o Céu;
a Virgem, o trono dos Querubins;
e a manjedoura, um lugar honroso,
no qual repousa o incomensurável, Cristo Deus.
Louvemo-lo e glorifiquemo-lo!

Divina Liturgia

Issodikon

Das minhas entranhas, eu te gerei
antes da estrela da manhã.
O Senhor jurou e não se arrependerá:
Tu és sacerdote para sempre,
segundo a ordem de Melquisedeque.

Salva-nos, ó Filho de Deus,
Tu que nasceste da Virgem,
a nós que a Ti cantamos: aleluia!

Apolitikion (Modo 4º)

Teu Nascimento, ó Cristo Deus,
fez brilhar no mundo a luz do conhecimento.
Nela os adoradores dos astros
aprenderam de um astro a adorar-te, Sol de Justiça,
e a reconhecer-te como o Oriente vindo do alto. Senhor, glória a Ti!

Kondakion (Modo 3º)

Hoje a Virgem dá à luz o Eterno
e a terra é uma gruta ao Inacessível.
Os anjos e os pastores louvam-no
e os magos com a estrela avançam.
Tu nasceste para nós, ó Menino,
Deus antes de todo tempo.

Triságion

Vós que fostes batizados em Cristo,
de Cristo vos revestistes. Aleluia! (3 vezes)

Glória ao Pai...

Vós que fostes batizados em Cristo ...

Prokimenon

Minha alma glorifica o Senhor;
e meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador.

Porque voltou seus olhos para a humildade de sua serva;
doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada.

Epístola

[HB 2: 11-18]

Epistola aos Hebreus.

rmãos, convinha, de fato, que aquele por quem e para quem todas as coisas existem, querendo conduzir muitos filhos à glória, levasse à perfeição, por meio de sofrimentos, o Iniciador da salvação deles. "Pois tanto o Santificador quanto os santificados, todos, descendem de um só;" razão por que não se envergonha de os chamar irmãos, dizendo: Anunciarei o teu nome a meus irmãos; em plena assembleia te louvarei; e mais: Porei nele a minha confiança; e ainda; Eis-me aqui com os filhos que Deus me deu. Uma vez que os filhos têm em comum carne e sangue, por isso também ele participou da mesma condição, a fim de destruir pela morte o dominador da morte; isto é, o diabo; e libertar os que passaram toda a vida em estado de servidão; pelo temor da morte. Pois não veio ele ocupar-se com anjos, mas, sim, com a descendência de Abraão. Convinha, por isso, que em tudo se tornasse semelhante-aos irmãos, para ser, em relação a Deus, Sumo Sacerdote misericordioso e fiel, para expiar assim os pecados do povo. Pois, tendo ele mesmo passado pela prova, é capaz de socorrer os que são provados.

Aleluia

Aleluia, aleluia, aleluia!

Os céus publicam a glória de Deus
e o firmamento anuncia as obras das suas mãos.
Aleluia, aleluia, aleluia!

Um dia ao outro transmite esta mensagem
e uma noite à outra a comunica.
Aleluia, aleluia, aleluia!

Evangelho

[MT 2: 13-23]

Evangelho de Jesus†Cristo, segundo o Evangelista São Mateus.

aquele tempo, após sua partida, eis que o Anjo do Senhor se manifestou em sonho a José e lhe disse: "Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito. Fica lá até que eu te avise, porque Herodes procurará o menino para o matar”. Ele se levantou, tomou o menino e sua mãe, durante a noite, e partiu para o Egito. Ali ficou até a morte de Herodes, para que se cumprisse o que dissera o Senhor por meio do profeta: Do Egito chamei o meu filho. Então Herodes, percebendo que fora enganado pelos magos ficou enfurecido e mandou matar, em Belém e em todo seu território, todos os meninos de dois anos para baixo, conforme o tempo de que havia se certificado com os magos. Então cumpriu-se o que fora dito pelo profeta Jeremias: "Ouviu-se uma voz em Ramá, choro e grande lamentação: Raquel chora seus filhos; e não quer consolação, porque eles já não existem". Quando Herodes morreu, eis que o Anjo do Senhor manifestou-se em sonho a José, no Egito, e lhe disse: "Levanta-te, toma o menino e sua mãe e vai para a terra de Israel, pois os que buscavam tirar a vida ao menino já morreram" . Ele se levantou, tomou o menino e sua mãe e entrou na terra de Israel. Mas, ouvindo que Arquelau era rei da Judeia em lugar de seu pai Herodes, teve medo de ir para lá. Tendo recebido um aviso em sonho, partiu para a região da Galileia e foi morar numa cidade chamada Nazaré, para que se cumprisse o que foi dito pelos profetas: "Ele será chamado Nazareu".

Kinonikon

O Senhor enviou a redenção a seu povo;
estabeleceu para sempre a sua aliança.
Aleluia, aleluia, aleluia!

Apolisis

Que Aquele que nasceu numa gruta
e foi reclinado numa manjedoura, para nossa salvação...

A Santíssima Theotokos (Mãe de Deus)

Santa Virgem Maria é chamada Mãe de Deus, em grego «Theotókos», e Ela o é verdadeiramente, pois gerou segundo a carne, o Verbo Divino. A festa de ontem celebrava um fato histórico. A de hoje é a festa da maternidade divina da Virgem.

Nosso Senhor é Verdadeiro Deus e Verdadeiro Homem, em Sua Única Pessoa foram unidas a Natureza Divina, sem mudança e a natureza humana criada em seu estado perfeito e gerada maravilhosamente por ação do Divino Espírito Santo no Seio da Virgem Maria. Por isso Maria é Mãe de Jesus da mesma forma que outras mães o são para seus filhos, e mais perfeitamente ainda. E uma vez que Jesus é verdadeiramente o Verbo de Deus, o Próprio Deus, Maria é verdadeiramente a Mãe de Deus.

É um dogma definido solenemente pelo Concílio de Éfeso em 431, mas que Isabel já havia expressado no dia da Visitação: «De onde me foi concedido que a Mãe de meu Senhor venha a mim?» (Lc 1,43).

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

BÍBLIA – Bíblia de Jerusalém (Nona Edição Revista e Ampliada). São Paulo: Paulus, 2013.

 

Voltar à página anterior Topo da página  
NEWSIgreja Ortodoxa • Patriarcado Ecumênico • ArquidioceseBiblioteca • Sinaxe • Calendário Litúrgico
Galeria de Fotos
• IconostaseLinks • Canto Bizantino • Synaxarion • Sophia • Oratório • Livro de Visitas