Para: Associação Helênica do Paraná, Associação Helênica de Santa Catarina, Sociedade Helênica de Porto Alegre. Paróquias Ortodoxas Gregas São Savas – Curitiba, São Nicolau – Florianópolis, Santos Apóstolos – Porto Alegre. «Ligas Filantrópicas e entidades vinculadas as Comunidades Helênicas desta  jurisdição consular.

Gregos, descendentes e amigos da Grécia:

Apresentando os meus cumprimentos, venho, em nome de Sua Excelência o Senhor Ioannis Pediótis, Embaixador da Grécia no Brasil, da Profª. Maria Lambros Comninos, Vice-Cônsul Honorária da Grécia em Curitiba, e em meu próprio nome, manifestar aos gregos, descendentes e amigos da Grécia, integrados às  três  comunidades helênicas do Brasil Meridional, o nosso júbilo,  no dia em que se comemora a Data Cívica alusiva aos 28 de outubro (ano de 1940),  que consagra  o dia do OXI (o NÃO).

A cada ano que passa essa efeméride rememora o heroísmo do povo grego, que soube defender sua pátria com tenacidade e denodo, quando açodado pelos totalitarismos que dominavam a Europa, no segundo quartel do século passado.  Neste dia, a Grécia, em resposta à invasão de seu território, passou a fazer do concerto das nações aliadas na  Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Os gregos conseguiram provar ao mundo que sua  bravura estava presente neste confronto. Tanto que Winston Churchill, Primeiro Ministro Inglês, pronunciou  em um de seus discursos: “Não são os gregos que lutam como heróis; são os heróis que lutam como os gregos”.

Destaco, entre  tantos saberes que a Grécia legou ao mundo ocidental, o direito à liberdade, a prática da democracia e os preceitos da ordem constitucional. Foi com base neste ideário que as Forças Armadas da Grécia, asseguraram a defesa do território para garantir a soberania deste povo, naquelas horas de angústia pela qual o mundo passava.

Marcando mais uma vez este pronunciamento, lembro que o Estado Moderno Grego nunca esmoreceu em nenhuma circunstância quando chamado para lutar pelos princípios de uma ordem justa e fundamentada no direito de todos, tanto que a presença grega está patente em todos os  episódios históricos da contemporaneidade.

Muitos gregos que vivem no Sul do Brasil participaram deste conflito como cidadãos e  como soldados. A nossa homenagem a todos aqueles que lutaram e aqueles que comungam do ideário grego transmitido de geração para geração.  E unidos com mesmo ideal, auguremos que o mundo livre nos conduza para novos caminhos sem preconceitos e fanatismos, contemplando a  amizade, o respeito  e a  paz entre os homens desta nossa  “mãe terra” (Toynbee).

Curitiba, 28 de outubro de 2018.

Constantino Comninos
(
Professor) Cônsul Honorário

 
 

0 comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Postar um comentário


 

 
 

Assine nossa Newsletter

Pesquisar

Arquivos