Santo Sínodo da Igreja da Grécia

O Santo Sínodo da Igreja da Grécia, na sua sessão conciliar de 9 de julho de 2019, anunciou a decisão de estabelecer o primeiro Domingo depois do Natal de cada ano como o Dia da Criança Não-Nascida por causa de abortos. Como apontado na circular protocolada com o número 5721/2018, tal decisão foi tomada em vista de proteger a criança, além de contribuir para a a solução do problema demográfico do país. O movimento “Deixe-me viver” assim se expressou sobre a iniciativa recém-anunciada:

Com sentimentos de alegria e gratidão saudamos a decisão conciliar do Santo Sínodo da Igreja da Grécia que estabelece o primeiro domingo após o Natal como um dia dedicado a proteger a vida das crianças não-nascidas. Nosso movimento ‘Deixe-me Viver’, fiel à Palavra do Evangelho e à Tradição da nossa Santa Igreja Ortodoxa, proclama a verdade de que o embrião é um ser humano, imagem de Deus, indefeso, e se esforça em proteger a sua vida incondicionalmente. Esta será, certamente, uma decisão que resultará em reações, especialmente dos que defendem o direito ao aborto.

 


Fonte: Romfea

 
 

0 comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Postar um comentário


 
 
 

Pesquisar

Arquivos