Ἔστιν δὲ πίστις ἐλπιζομένων ὑπόστασις,
πραγμάτων ἔλεγχος οὐ βλεπομένων·”

“A fé é a garantia dos bens que se esperam,
a prova das realidades que não se vêem” Hb 11:1

No domingo após a Páscoa, a Igreja recorda o momento em que o Jesus Ressuscitado aparece em sua nova forma transfigurada, aos seus discípulos escondido por medo dos judeus e, especialmente, o fato de da constatação por parte de um de seus discípulos – Tomé – que verdadeiramente aquele que apareceu é o próprio Jesus. É difícil ser capaz de pesar a partir de hoje o que aconteceu então, especialmente por causa das informações fornecidas pelas escrituras, mas em geral podemos concluir que se a morte de Jesus é um desafio à lógica dos apóstolos, sua ressurreição não é menos problemática. Na verdade, eles não acreditam imediatamente quando acontecem. Além disso, mesmo antes da ressurreição ocorrer, e apesar das informações fornecidas a eles por Jesus, os próprios discípulos parecem ter grande dificuldade em processá-los e proceder em conformidade…

Clique no link abaixo para seguir lendo a íntegra da Homilia ou baixe o arquivo em pdf.

Compartilhe isso:
 
 

0 comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Postar um comentário


 
 
 

Pesquisar

Arquivos