Dias 10 e 11 de fevereiro de 2018, em Papanduva, SC

Clique na imagem para ampliar

A Comunidade Ortodoxa Ucraniana São Valdomiro Magno da Paróquia de Papanduva – SC, promoverá no fim de semana dos dias 11 e 12 de fevereiro de 2018, sábado e domingo -, a tradicional «Festa da Colheita» «Primeira Confissão das Crianças» e início das Festividades comemorativas as «90 Anos da Paróquia» em Papanduva, Iracema e Adjacências. Confira na programação abaixo os horários das celebrações litúrgicas e festejos populares e venha com sua família prestigiar mais este evento que terá sua renda revertida para a edificação das cúpulas e acabamento final deste belo templo em estilo eslavo-ucraniano, resgate da antiga e histórica Igreja Ortodoxa Ucraniana de São Valdomiro Magno de Papanduva.


PROGRAMA:

  • Sábado 11 de fevereiro
    • 12:00h. (a partir de):  Venda de doces, salgados e assado de porco;
    • 19:00h.: Ofício de Vésperas e Confissões;
  • Domingo 12 de fevereiro
    • 06:00h: alvorada ortodoxa;
    • 09:30h.:  Confissões;
    • 10:00h.: Divina Liturgia Pontifical presidida por S. E. R. Dom Jeremias, Arcebispo Eparca, com o Clero presente, seguida de Bênção Solene de Cestas com produtos da terra (cereais, frutas e verduras), Bênção de Velas e Bênção  da Primeira Cúpula do novo templo.
    • 12:00h.:  Almoço com tradicional churrasco, boi ralado e deliciosos pratos da culinária ucraniana.
    • 13:00h.: Apresentação do Grupo Folclórico LVIV de Três Barras, SC.
    • 14:00h.: Início do Show de Prêmios (para o qual solicitamos uma prenda).

Durante as festividades haverá exposição e venda de artesanato ucraniano e artigos religiosos.


BREVE HISTÓRIA

A PAróquia Ortodoxa Ucraniana São Valdomiro Magno foi fundada em 1928, em Iracema-SC. Sua comunidade é formada exclusivamente por ex-membros da Igreja Ucraniana Greco-católica. Em 1931 seus Estatutos já estavam devidamente registrados nos órgãos públicos do município, sendo a primeira Paróquia Ortodoxa Ucraniana do Brasil sob a Jurisdição Canônica do então Metropolita Dom Ioan Teodorovicz dos Estados Unidos da América, que enviou seu missionário Pe. Gregório Onestchenko como primeiro pároco à Iracema e, consequentemente, para Curitiba-PR.

A comunidade, já bem organizada em 1932-1933, erigiu seu magnífico templo em madeira, com 3 cúpulas e a casa paroquial, sendo o primeiro pároco o Revmo. Pe. Gregório Onestchenko. De 1933 a 1939 a Paróquia foi atendida pelo Revmo. Pe. Leontio Struk. De 1939 a 1945 o Revmo. Arcipreste Pe. Demétrio Sidleski foi o pároco. Com a morte do Pe. Demétrio Sidleski e por falta de sacerdotes, a Paróquia de Iracema entrou numa fase de enfraquecimento; de 1945 a 1980 foi atendida esporadicamente pelo Revmo. Arquimandrita Bazyli Postolon que visitava a comunidade uma ou duas vezes durante o ano.

Em 1980 o templo, já em precárias condições, foi demolido. Em 1989 o Revmo. Hieromonge Jeremias Ferens assume a Paróquia e com pouquíssimos membros desenvolveu um excelente trabalho de arrebanhamento dos fiéis. Em 1992 todas as atividades religiosas e sociais da Paróquia São Valdomiro de Iracema foram transferidas para Papanduva. Aos poucos a comunidade foi crescendo e produzindo seus frutos, com grande número de fiéis e novos adeptos à Ortodoxia. De imediato, com muito esforço e dedicação, a comunidade construiu um enorme salão paroquial para as celebrações Litúrgicas e eventos culturais e sociais. No ano 2003 a Paróquia foi atendida por Pe. Mateus dos Santos e Pe. João Kindra. De 2003 a 2005 a Paróquia foi atendida pelo Pe. Hieromonge Demétrio Castilhos. Ano 2006 a Paróquia foi atendida pelo Pe. Hieromonge André Sperandio. De 2007 até os dias de hoje a Paróquia está sob os cuidados do Arcebispo Dom Jeremias Ferens. Em 2010 a comunidade deu início a construção do seu Templo.

Hoje a Paróquia Ortodoxa Ucraniana São Valdomiro Magno de Papanduva-SC conta com mais de 200 famílias de fiéis ortodoxos e simpatizantes da Igreja Ortodoxa que vivem em Papanduva, Iracema, Canoinhas, Monte Castelo, Mafra e Itaiópolis, todas estas cidades situadas na região norte do Estado de Santa Catarina.

 
 

0 comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Postar um comentário


 

 
 

Assine nossa Newsletter

Pesquisar

Arquivos