Queridos irmãos Hierarcas e amados filhos no Senhor

S. Santidade Bartolomeu I, Patriarca Ecumênico

Com a bondade e a graça do Deus todo-generoso, completa hoje o trigésimo aniversário desde que a Santa Grande Igreja de Cristo instituiu a festa da Indicção e o primeiro dia do ano eclesiástico como o “Dia de Proteção do Meio Ambiente”. Hoje nos dirigimos aos nossos fiéis ortodoxos, mas também, não apenas aos cristãos, ou mesmo representantes de outras religiões, mas a todos os líderes políticos, ambientalistas e outros cientistas, bem como intelectuais e todas as pessoas de boa vontade, buscando sua contribuição.

As atividades ecológicas do Patriarcado Ecumênico serviram de inspiração à teologia para avançar e promover proeminentemente a verdade da antropologia e cosmologia cristãs, a cosmovisão eucarística e o cuidado da criação, assim como o espírito do ascetismo ortodoxo como base para compreender as causas e oferecer respostas adequadas à crise ecológica. A bibliografia relacionada à ecologia teológica ou teologia ecológica é extensa e, no geral, constitui um admirável testemunho ortodoxo diante dos maiores desafios da humanidade contemporânea e da vida na Terra. A preocupação com a crise ecológica e com as dimensões e consequências globais do pecado – dessa alienante “inversão de valores” no interior da humanidade – trouxe à tona a conexão entre questões ecológicas e sociais, bem como a necessidade de abordá-las em conjunto. Mobilizar forças para a proteção da integridade da criação e para a justiça social são ações interconectadas e inseparáveis… (para seguir lendo, baixe aqui o arquivo pdf com a íntegra deste documento).

 
 

0 comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Postar um comentário


 
 
 

Pesquisar

Arquivos