Hoje, o Metropolita Epifânio (Dumenko) de Pereyaslav-Khmelnytsky (Patriarcado de Kiev) foi eleito primaz da nova “Igreja Ortodoxa na Ucrânia”, pelos participantes do Conselho de Unificação realizado em Kiev. Após a eleição, o Bispo Epifânio dirigiu-se aos fiéis reunidos em frente à Catedral de Santa Sofia, agradecendo ao Presidente Poroshenko pelos esforços que contribuíram para a criação da Igreja Ortodoxa Unida na Ucrânia, mas também a Filaret, “o pai espiritual de todos os ucranianos”, bem como todos os membros do Conselho de Unificação. O anúncio foi feito pelo ministro ucraniano da Cultura, enquanto soavam os sinos de Santa Sophia e o presidente ucraniano Petro Poroshenko, Andriy Parubiy, o presidente do Parlamento, e o Metropolita Emmanuel da França, representante do Patriarcado Ecumênico, saiam da catedral de Kiev. O presidente Poroshenko anunciou a criação da Igreja Ortodoxa Autocéfala Ucraniana Local para as pessoas reunidas em frente à catedral. Em seu discurso, ele declarou que a nova Igreja será “sem Putin, sem Kirill”, mas “com Deus e com a Ucrânia”. Metropolita Epifânio, 39 anos, líder desta nova igreja, estudou na Academia Eclesiástica de Kyiv e na Faculdade de Filosofia de Atenas. Foi ordenado diácono e sacerdote em 2008 pelo “Patriarca Filaret Denissenko de Kiev”. Ele foi nomeado bispo em 2009 pela mesma hierarquia e elevado à categoria metropolita em 2013.  Era considerado o braço direito de Filaret.

Com informações e foto de Orthodoxie.com

 
 

0 comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Postar um comentário


 
 
 

Pesquisar

Arquivos