Eu testemunhei um novo e maravilhoso mistério!

Meus ouvidos ressoam à canção do pastor, sibilando não uma melodia suave, mas bradando bem alto um hino celestial!

Os anjos cantam!

Os arcanjos misturam suas vozes em harmonia!

Os querubins ressoam o seu louvor e alegria!

Os Serafins exaltam a Sua glória!

Todos se unem para louvar esta festa sagrada, contemplando a divindade aqui, sobre a terra, e o homem no céu. Aquele que está acima agora, para nossa salvação, mora aqui embaixo, e nós, que éramos humildes, somos exaltados pela misericórdia divina!

Hoje Belém lembra o céu, ouvindo das estrelas o canto das vozes angelicais e, no lugar do sol, assistindo o nascer do Sol da Justiça!

Não pergunte como isso é feito, pois quando Deus quer, a ordem da natureza é invertida.

Porque Ele quis, Ele tinha os poderes que herdou. Ele salvou. Todas as coisas se movem em obediência a Deus.

Hoje Ele que É, nasceu! E Ele que É se tornou o que não É! Pois quando Ele era Deus, Ele se fez homem, não abdicando da Divindade, que é sua.

E assim vieram os reis, e eles viram o Rei celestial que desceu sobre a terra, não trazendo com ele os Anjos, nem Arcanjos, nem Tronos, Dominações, nem as Potestades, nem os Principados, mas, trilhando um novo e solitário caminho, Ele veio de um ventre imaculado.

No entanto, não abandonou os seus Anjos, nem os deixou privados de seus cuidados, nem por causa de Sua encarnação Ele deixou de ser Deus. E eis que os reis vieram, para que pudessem servir ao líder das hostes do céu; as mulheres, para que pudessem adorar Aquele que nasceu de uma mulher, pois Ele pôde transformar as dores do parto em alegria; Virgens, para o Filho da Virgem.

Crianças, para que possam adorá-Lo, Ele que se tornou uma criança pequena, de modo que da boca das crianças Ele faria um perfeito louvor. Crianças, para a criança que ressuscitou os mártires através da fúria de Herodes. Homens, àquele que se tornou o homem que pode curar as misérias de seus servos. Pastores, ao Bom Pastor que colocou a Sua vida por suas ovelhas. Sacerdotes, para Aquele que se tornou um Sumo Sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque. Servos, a Ele que tomou sobre Si a forma de servo, para que Ele possa abençoar o nosso servilismo com o galardão da liberdade (Fp 2:7). Pescadores, ao Pescador da humanidade. Publicanos, àquele que dentre eles nomeou um evangelista escolhido. Mulheres pecadoras, a Ele que expôs seus pés com as lágrimas da mulher arrependida.

E que eu possa abraçá-los todos juntos, todos os pecadores vieram, que possam olhar para o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo! Desde então todos se alegram, também eu desejo me alegrar!

Eu também gostaria de participar da dança do coral, celebrar o festival! Mas eu assumo a minha parte, não tocando a harpa, nem com a música das flautas, nem segurando uma tocha, mas segurando nos braços o berço de Cristo!

Porque esta é toda a minha esperança!

Esta é a minha vida!
Esta é a minha salvação!
Este é a minha flauta, minha harpa!

E carregando-o venho, e tendo de seu poder recebido o dom da fala, também eu, com os anjos e pastores, canto:

Glória a Deus nas alturas,
paz na terra,
benevolência aos homens”


Homilia de São João Crisóstomo.
Fonte: Missão Ortodoxa Russa Proteção da Mãe de Deus, RJ

 
 

0 comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Postar um comentário


 

 
 

Assine nossa Newsletter

Pesquisar

Arquivos