Peregrinos participam da cerimônia do “fogo sagrado” no Santo Sepulcro de Jerusalém, por ocasião da ortodoxa, em 7 de abril de 2018 – AFP/Arquivos

A capela construída sobre o local onde, segundo a tradição, Jesus foi mantido preso por soldados romanos antes de ser crucificado, foi reaberta depois dos trabalhos de reforma no Santo Sepulcro, em Jerusalém, constatou um fotógrafo da AFP nesta sexta-feira (8).

“Nesta prisão, Jesus foi detido ao fim da Via Dolorosa, à espera da instalação da cruz em que seria crucificado”, disse nesta sexta-feira à AFP um encarregado da Igreja Ortodoxa Grega, sob a condição de ter sua identidade preservada.

O local passou por diversos reparos nos últimos anos, depois de um incêndio que provocou graves danos. “Desde janeiro transformou-se em um local de oração e recolhimento”, disse a mesma fonte.

Na capela vê-se os buracos cavados na rocha que, segundo a tradição, serviram para acorrentar os pés de Jesus. Os dois buracos estão protegidos por uma vitrine e decorados com um ícone que mostra Jesus com as mãos e os pés amarrados.

Esta seção se encontra na parte do Santo Sepulcro “sob soberania” da Igreja Ortodoxa Grega.

A capela também é venerada pela Igreja Armênia, assim como pelos integrantes da ordem dos Franciscanos na Igreja Católica.

De acordo com a tradição, o Santo Sepulcro é o local onde ocorreu o sepultamento e a ressurreição de Cristo. Fica no leste de Jerusalém, na parte antiga da cidade, que foi ocupada e anexada por Israel.


Fonte: Revista Isto É

 
 

2 Comentários

  1. URBANO MEDEIROS disse:

    Fico muito contente e feliz com esta linda notícia!!!
    Beijo da paz.
    Maestro Urbano Medeiros

Postar um comentário


 
 
 

Pesquisar

Arquivos