Hoje, sábado, 12 de outubro de 2019, a Assembléia de Hierarcas da Igreja da Grécia, presidida por seu Arcebispo de Atenas e toda a Grécia, Sua Beatitude Jerônimo, reuniu-se em sessão extraordinária no salão de Santo Sínodo. Antes da sessão, a Divina Liturgia foi celebrada no mosteiro de Petrakis.

Às 9 horas da manhã, na grande sala de reuniões do Santo Sínodo, foi celebrado um ofício para o início dos trabalhos da Assembléia dos Bispos. Ao ler a lista dos hierarcas participantes, verificou-se que o quorum foi atingido.

O comitê de imprensa foi então convocado.

De acordo com a agenda, o Arcebispo de Atenas e toda a Grécia, Sua Beatitude Jerônimo apresentou seu relatório intitulado «Autocefalia da Igreja Ucraniana». No início de sua apresentação, Sua Beatitude assinalou que o Santo Sínodo estudou extensivamente o assunto durante várias sessões e confiando às comissões sinodais competentes as questões canônicas e dogmáticas, bem como, sobre as relações ortodoxas e intercristãs, para propor em conjunto uma opinião ao Santo Sínodo sobre a questão.

Em 13 de agosto, essas comissões apresentaram ao Secretariado uma conclusão conjunta em uma nota intitulada «A questão da jurisdição canônica na cidade santa de Kiev». Depois de se referir a cinco princípios canônicos, o relatório das comissões concluiu o seguinte: «em vista do exposto, e tendo examinado a questão da Igreja da Ucrânia do ponto de vista canônico, declaramos respeitosamente que não há impedimento para o reconhecimento da autocefalia da Igreja da Ucrânia e isso em pleno acordo e harmonia por parte da Igreja da Grécia com o Patriarcado Ecumênico».

Então, Sua Beatitude se referiu brevemente à instituição sinodal e à organização administrativa da Igreja, bem como à instituição da autocefalia. Observou que a Igreja ucraniana sempre permaneceu na jurisdição eclesiástica canônica do Patriarcado Ecumênico – que renunciou à sua jurisdição canônica – para se juntar à comunidade das Igrejas Ortodoxas Autocefálicas, um ato que o Patriarcado de Moscou deplora como anticanônico.

Finalmente, depois de descrever a proclamação da autocefalia eclesiástica da Ucrânia como particularmente benéfica para a Igreja Ortodoxa e útil para o fortalecimento das relações entre as Igrejas Ortodoxas da Grande Rússia e da Ucrânia, ele propôs reconhecimento por nossa Igreja da autocefalia da Igreja Ortodoxa da República Independente da Ucrânia».

Segundo fontes do site Ortodoxie.com “próximas ao Santo Sínodo da Igreja da Grécia, o reconhecimento oficial da Igreja Ortodoxa da Ucrânia ocorrerá no sábado, 19 de outubro, na igreja de Acheiropoiètos em Thessaloniki, durante a santa liturgia concelebrada por o Patriarca Ecumênico e o Arcebispo de Atenas e, provavelmente, o Metropolita Epifânio”.


Fonte: Orthodoxie.com

 
 

0 comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Postar um comentário


 
 
 

Pesquisar

Arquivos