Mística e Espiritualidade

O mistério da espiritualidade monástica ortodoxa

Monge ortodoxo

Também chamada «trabalho espiritual» (em eslavo: doukhovnié diélanié), a Oração de Jesus encontra-se no coração da tradição ascética e mística do monaquismo contemplativo ortodoxo. Suas raízes remontam a mais alta antiguidade cristã, particularmente, a espiritualidade dos Padres do Deserto. É preciso, no entanto, ver nele mais que uma venerável relíquia […]

 
 

O lugar da experiência na práxis teológica das Igrejas Cristãs Orientais

O lugar da experiência na práxis teológica das Igrejas Cristãs Orientais

Os conceitos, a linguagem e as acepções teóricas formulam um conhecimento. A Teologia, como área de um saber, também se serve de princípios teóricos para elucidar o Transcendente. Contudo, a Teologia Oriental apregoa que antes de todo conceito, os saberes decorrentes da experiência de fé do homem com Deus não […]

 
 

O tema do deserto e da vida ascética no monaquismo feminino na Igreja Cristã Primitiva: os monges e as monjas do deserto

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O interesse pela vida e escritos de monges e monjas do cenobitismo oriental subsidiou uma coleção de relatos, composições literárias chamadas de ‘fontes monásticas’ e que hoje se deixam ofertar aos interessados no aprofundamento do assunto. Este artigo objetiva discorrer sobre a redescoberta e releitura do monaquismo oriental focando o […]

 
 

A aceitação mística da Providência segundo Viacheslav Ivanov

Por Michelangelo - See below., Domínio público, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=16143987

O poeta e pensador russo Viacheslav Ivanov viveu em Roma no século XIX (1866-1949). As pinturas clássicas dos mestres italianos lhe eram bem familiares e frequentemente meditava sobre o seu significado espiritual. Assim, viu em três célebres obras destes mestres os símbolos do progresso espiritual na atitude cristã diante do […]

 
 

O Ícone bizantino como meio e lugar de múltiplos encontros – por Efstathios K. Giannís, Teólogo e Iconógrafo

O Ícone bizantino como meio e lugar de múltiplos encontros – por Efstathios K. Giannís, Teólogo e Iconógrafo

O ícone bizantino como língua teológica «fala» de múltiplos encontros. A imagem de Jesus Cristo, em primeiro lugar, é mostra e prova visível da verdade de nossa fé de que «Deus se fez carne»; de que a inescrutável, inefável e infinita natureza divina se esvaziou e se encontrou com a […]

 
 
 
 
 

Assine nossa Newsletter

Pesquisar

Arquivos