Abraço entre Paulo VI e o Patriarca Atenágoras I em Constantinopla – RV

(RV) – Há 50 anos, o Papa Paulo VI encontrava e abraçava o Patriarca Atenágoras I, no Fanar do Patriarcado Ecumênico de Constantinopla, em 25 de julho de 1967.

Durante a sua Viagem Apostólica a Istambul, Éfeso e Esmirna, de 25 a 26 de julho de 1967, Paulo VI escreveu uma Carta ao Patriarca Athenagoras I para a promoção e o restabelecimento da unidade da Igreja do Ocidente com a Igreja do Oriente.

Dois anos antes da sua Viagem à Turquia, em 7 de dezembro de 1965, o Papa Paulo VI e o Patriarca Atenágoras de Constantinopla assinaram uma “Declaração Conjunta” lida, em francês, na Sessão pública Conciliar e, ao mesmo tempo, no Fanar do Patriarcado Ecumênico de Constantinopla.

O Papa Paulo VI e o Patriarca Atenágoras I, com seu Sínodo estavam cientes de que este gesto de justiça e perdão recíproco não seria suficiente para pôr fim às diferenças antigas ou mais recentes entre a Igreja Católica Romana e a Igreja Ortodoxa de Constantinopla.

No entanto, com este gesto, expressavam sincero desejo comum de reconciliação e um convite a prosseguir, com espírito de confiança, estima e caridade mútuas, o diálogo que, com a ajuda de Deus, servia para o maior bem das almas, na plena comunhão de fé, concórdia fraterna e vida sacramental. (MT)

 
 

0 comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Postar um comentário


 
 
 

Assine nossa Newsletter

Pesquisar

Arquivos