Papa italiano encontrou-se com Atenágoras há 50 anos

Cidade do Vaticano, 25 jul 2017 (Ecclesia) – O Patriarca Ecumênico Bartolomeu I assina hoje um texto de opinião no jornal do Vaticano para evocar o encontro, há 50 anos, entre o seu antecessor Atenágoras e o Papa Paulo VI. Os dois líderes cristãos trocaram visitas às suas sedes, em 1967, depois do seu encontro histórico em Jerusalém, três anos antes. Atenágoras e Paulo VI assinaram a declaração comum com que católicos e ortodoxos revogaram as excomunhões recíprocas em vigor desde o Cisma de 1054, quando as duas Igrejas se separaram. O patriarca evoca estes “acontecimentos históricos”, que considera “revolucionários” para o desenvolvimento do cristianismo.

“Aquilo que podia parecer apenas um pequeno passo na história do mundo acabou por revelar-se um salto de gigante na história da Igreja, sobretudo em termos de cura do escândalo da divisão entre as duas Igrejas-irmãs de Roma e de Constantinopla, nova Roma”, escreve.

O responsável apresenta as figuras de Paulo VI e Atenágoras como “exemplos” para um mundo onde pessoas e nações “são tentados a refugiar-se no isolamento e na exclusão”. O ‘Osservatore Romano’ dedica duas páginas da sua edição em italiano a este encontro de 1967 (OC).

Fonte: Ecclesia.pt

Recordação, em Constantinopla, pelo 45° aniversário de morte do Patriarca Athenágoras

 
 

0 comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Postar um comentário


 
 
 

Assine nossa Newsletter

Pesquisar

Arquivos