01030 de agosto 2016 – CMI — «Como cristãos, temos esperança. Nós acreditamos que Deus não abandona a criação e que nós mesmos podemos nos tornar faróis dessa esperança semeando as sementes de um futuro diferente», disse o Rev. Dr. Olav Fykse Tveit, secretário-geral do Conselho Mundial de Igrejas (CMI) em uma mensagem de vídeo na qual apela aos cristãos de todo o mundo para que orem juntos pela «maravilhosa obra de Deus.»

Em 1º de setembro, as igrejas em todo o mundo irão se unir para comemorar o «Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação» e para comemorar o Tempo da criação entre esse dia e o dia 4 de outubro, data em que se celebra a festa de São Francisco de Assis. Muitas organizações ortodoxas, católicas, protestantes e anglicanas irão aderir a esta iniciativa, a fim de incentivar aos 2.200 milhões de cristãos em todo o mundo a orar e atuar em questões ecológicas no próximo mês.

Em sua mensagem, Tveit referiu-se a outras medidas que podem adotar os que se unem às orações. «Instemos a nossos governos a ratificarem o Acordo de Paris; exijamos indicadores alternativos de crescimento que afiram melhor a saúde das comunidades e dos ecossistemas. Podemos parar de investir em combustíveis fósseis e voltar a investir em alternativas sustentáveis»”, disse.

O Patriarca Ecumênico Dimitrios I, de santa Memória, proclamou o 1º de setembro como o Dia de Oração pelo Meio Ambiente, em 1989. O Novo Ano da Igreja Ortodoxa começa nesse dia com a comemoração de como Deus criou o mundo. As Igrejas Católico-Romana e outras de tradições ocidentais celebram em 4 de outubro a festa de São Francisco de Assis, conhecido por muitos como o autor do Cântico das Criaturas.

A Terceira Assembleia Ecumênica Europeia, realizada em Sibiu, em 2007, propôs celebrar um tempo para a criação durante estas cinco semanas. No no ano seguinte, o Comitê Central do CMI convidou as igrejas a dedicar um tempo para a criação através de orações e ações. Em 2015, o Papa Francisco instituiu também o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação na Igreja Católica Romana em todo o mundo em 1º de setembro.

O esforço coletivo das diferentes tradições, em 2016 incentiva a oração e a ação pela criação. Para este fim, criou-se o site ecumênico es.seasonofcreation.org para que seja usado como um centro de coleta recursos e informações sobre a campanha.

Os participantes são encorajados a realizar algum tipo de iniciativa de promoção como uma maneira de levar sua oração à ação. Além disso, será realizado um esforço conjunto de conscientização pedindo para que seja assinado e ratificado com urgência o Acordo de Paris, coincidindo com a Assembleia Geral da ONU.

«Enquanto o planeta segue a quebrar recordes de calor, nós, católicos, devemos responder ao dramático apelo à ação do Santo Padre em Laudato si», disse Thomas Insua, coordenador global do Movimento Católico Mundial pelo Clima. «E o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação é a oportunidade perfeita para que as paróquias e as comunidades intensifiquem seu compromisso ecológico e se juntem a outros cristãos para passar à ação durante o Tempo da Criação.»

Convida-se as pessoas e as comunidades a organizar serviços de oração a nível local, para que mostrem um mapa mundial ilustrando o alcance da colaboração. Também são convidados indivíduos a participarem on-line por meio de eventos do Facebook e campanhas de Thunderclap promovendo o hashtag #SeasonOfCreation.

As organizações que convocam, que lideram os esforços de promoção do Tempo da Criação são: o Conselho Mundial de Igrejas – CMI; a Rede Ambiental da Comunhão Anglicana; a Rede Mundial de Oração do Papa (Apostolado da Oração); o Movimento Católico Mundial pelo clima; ACT Alliance e GreenFaith.

Fonte: CMI
Tradução: Pe. André Sperandio | São José – SC

 

 

 

 

 

 

 

 
 

0 comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Postar um comentário


 
 
 

Assine nossa Newsletter

Pesquisar

Arquivos